Artistas locais entusiasmam plateia de Pirenópolis no Figo 2014

Texto: Déborah Gouthier

O Festival Internacional de Música em Goiás (Figo) encerrou sua temporada em Pirenópolis com muita dança, tradições e talento. Neste sábado, 20, segunda e última noite do festival na cidade, os artistas locais deram um verdadeiro show, com as apresentações do grupo Flor de Pequi, Júlio Lemos e Gabriel Grossi, Chico Chagas e Jeferson Leite e Trio Gavião.

A primeira apresentação da noite ficou por conta do folclore e das tradições do Flor de Pequi. O grupo formou uma grande roda de brincadeira, que envolveu o público de todas as idades, em uma rica e lúdica integração intergeracional, embalada por canções tradicionais e folclóricas. Em seguida foi a vez do violão de sete cordas de Júlio Lemos e da gaita de Gabriel Grossi tirarem o fôlego da plateia do Cine Pireneus. Acompanhados apenas de um pandeiro, o então trio encantou com sucessos de Guinga a Piazzolla e um bis memorável com “As rosas não falam”, de Cartola.

As atrações locais continuaram com a apresentação de Chico Chagas e seu acordeom. Acompanhado de contrabaixo e bateria, ele comoveu a plateia com autênticos números da música brasileira com releitura jazzística, como fez com o clássico “Juazeiro”, de Luiz Gonzaga. Por fim, no Palco do Rosário, Jeferson Leite e Trio Gavião encantaram com o forró de rabeca, com a tradição rítmica nordestina do combinado entre zabumba, percussão e triângulo. O público, animado, dançou o forró pé de serra, enchendo a Rua do Lazer.

A programação da última noite do Figo em Pirenópolis teve ainda Fronteiras Imaginárias, Maíra Freitas e o swing do Septeto Santiaguero. A próxima parada do festival é em Goiânia, nos dias 26, 27 e 28 de setembro, no Centro Cultural Oscar Niemeyer.

Apoio e Patrocínios

Sponsor #1